Gravura Brasileira

Bestiário

Bestiário

De 21/7/2009 a 22/8/2009

Obras

21 de Julho a 22 de agosto
Bestiário
Gravuras em metal e cadernos de desenhos de Ana Elisa Dias Baptista

 

          

 

 

Arqueologia da linha

 

A manifestação artística, seja no desenho ou na gravura, tem na linha um componente essencial. Essa idéia se torna ainda mais evidente quando se mergulha na poética de Ana Elisa (Zizi) S. D. Batista, criadora que estabelece um mundo visual ímpar. 

Grosso modo, sua produção tem dois grandes universos. De um lado, está aquela motivada pela vivência em São Lourenço da Serra e Itu. São imagens de baratas, lagartas, mariposas, sapos, libélulas e aranhas, realizadas com impressionante percepção.

Do outro, estão sucessivas paisagens caracterizadas por uma quantidade de minúcias e linhas que configuram variadas composições nas quais se destaca o poder da artista e trabalhar com o buril para obter resultados plásticos diversificados com predominância absoluta da construção apurada.

A raiz, porém, dessas suas vertentes complementares está nos cadernos da artista. Residem ali centenas de imagens prontas a serem levadas para a discussão técnica da gravura e tudo o que ela abrange, tanto no fazer como no pensar, na pesquisa de soluções e nos resultados obtidos.

Os pequenos animais que Ana Elisa guarda desidratados, assim como caveiras de cães que foram de sua propriedade, constituem uma linguagem que tem como fundamento o poder de transformar o mundo com um olhar diferenciado por um humor peculiar e inegável amor ao detalhe.

Uma das imagens mais fortes do caderno é a de uma espécie de dança dos sapos, que pouco tem de macabra, mas apresenta grande ironia nas posições estabelecidas ou na forma de compor grupos de animais marcados pela contorção das figuras e por estranhas imagens que vão do acasalamento ao riso.

Levar esse universo do desenho para a gravura de modo que satisfaça a artista constitui uma jornada visual arqueológica. Não se trata de mera transposição, mas do desenvolvimento de um pensar que leva a escavar as próprias entranhas e memórias pessoais e visuais.  

Atinge-se, assim, um impacto que se dá muito menos pelos assuntos escolhidos e muito mais pela técnica aprimorada de Ana Elisa (Zizi) S. D. Batista obtida pela mescla entre uma poética muito própria e a experiência atingida pela prática no ato de lidar com a linha como expressão plástica. 

Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA- Seção Brasil).

 

http://sptv.globo.com/Jornalismo/SPTV/0,,MUL1251773-16578,00-AGENDA+CULTURAL.html

 

ANA ELISA SAMPAIO  DIAS BAPTISTA
data nasc. 26/09/1964  São Paulo, Capital

Exposições
1987 XIV Salão de Arte Jovem "Primeira Mão" - Santos / SP
XIX Exposição Anual de Artes Plásticas e Visuais - FAAP / SP
XIV Salão de Arte Contemporânea de Limeira / SP
I Salão de Artes do Instituto de Engenharia / SP  Primeiro Prêmio
X Salão de Arte Contemporânea de Sorocaba / SP-Medalha de ouro.
1988 II Exposição Coletiva "9 novos" Exp. Cult. Cásper Libero / SP
XVI Salão de Arte Contemporânea de Santo André / SP
IV Salão de Arte Contemporânea de Americana / SP
XXI Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba / SP
I Salão de Artes Plásticas de Guarulhos / SP-  Medalha de ouro / Prêmio Aquisição.
Exposição (com Silvia Wanderley) Livraria Best-Seller / SP
1990 Exposição Galeria Our Collection / SP
1991 "Novos Artístas" - Expaço Cultural Cásper Líbero / SP
XIX Salão de Arte Contemporânea de Santo André / SP Prêmio Aquisição.
XVIII Salão de Arte Jovem "Primeira Mão" - Santos / SP
I Salão de Arte Contemporânea de São Bernardo do Campo /SP
III Bienal de Santos / SP
II Trienal de Gravuras de Pequeno Formato , Chamàliére / França.
1992 Exposição Coletiva "Signos e Símbolos" - Espaço Cultural Cásper Líbero / SP
X Salão de Artes Plásticas de Araraquara / SP
Salão de Arte Contemporânea de Ribeirão  Preto / SP
Prêmio Cidade de Ribeirão Preto- aquisição.
1999 Exposição com Arriet Chain, José Guyer Salles e Marcello Grassmann - Clube Paulistano
2000 Exposição Coletiva Brasil Água Acqua Venezia /  Itália
IV Bienal Internacional  -  Acuarela2000 /  México
2001- Investigações: A Gravura Brasileira / Itaú Cultural
XXX Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba
I Bienal de Gravura da Cidade de Santo André / Prêmio aquisição
2002- X Salão de Arte Contemporânea de São Paulo
Fundação das Artes de São Caetano do Sul - individual
Exposição na Galeria GRAVURA BRASILEIRA
Insetos ; MUBE
2003- Seleção 2003 Funarte São Paulo ; Individual;
O Desenho, Escritório de arte Augusta 664, coletiva;
A Gravura em Metal, Escritório de arte Augusta 664, coletiva
2004- Grupo gravura coletiva ACBEU
Grupo gravaura Sala Rubem Valentim Brasília
Mostra de gravura ; Jaú
 

Copyright Gravura Brasileira

Rua Ásia, 219, Cerqueira César, São Paulo, SP - CEP 05413-030 - Tel. 11 3624.0301
Horário de funcionamento: Segunda a Sexta: 12h00 às 18h00 ou com hora marcada

site produzido por WEBCORE