Gravura Brasileira

Protetores de Árvores

Protetores de Árvores

De 17/11/2005 a 19/11/2005

Obras

“PROTETORES DE ÁRVORES”

Exposição de gravuras impressas sobre tecido dos artistas:
José Luís Rodrigues Bueno de la Hoz do Brasil e Daniel Garcia Fernandez de Cuba.
Abertura: 17 de novembro de 2005, quinta-feira, 19hs.
Exposição: de 17 à 19 de novembro de 2005.
Horários: segunda-feira a sexta-feira 10/18h e sábados 11/15h



Nas primeiras décadas do século XX Havana foi, por sua situação geopolítica, uma das cidades mais cosmopolitas das Américas. A condição de Cuba como neocolônia favoreceu o incremento substancial da atividade econômica. Esta realidade propiciou a sucessivos governos condições que fizeram florescer a estrutura urbanística da capital da nação orientando assim, com grandes obras públicas, seus projetos de poder.
    Nos anos ´20 e como parte desse programa de natureza política foi contratado para a realização dos trabalhos de reurbanização de Havana o arquiteto francês Jean Claude Nicolás Fourestier.
Fourestier, grande urbanista, experimentado e visionário, desempenhou seu labor como verdadeiro mestre, deixando-nos um legado de inestimável valor. Seu projeto intervinha substancialmente no desenho urbano geral da cidade, contemplava a construção de importantes edificações públicas, de praças e de passeios distribuídos harmoniosamente – espaços de grande beleza – e considerava detalhes como, por exemplo: o mobiliário urbano (luminárias, bancos, os protetores de árvores etc.), a seleção de espécies de árvores ornamentais para implantação de projetos paisagísticos, as grandes e médias esculturas monumentais e os pequenos adornos de acabamento, tudo isto conjugado a uma criteriosa e ampla seleção dos diversos materiais utilizados.
    Nos anos ’30 foram terminadas algumas obras (El Paseo de Martí, El Parque de lá Fraternidad e El Parque Central) e avançadas outras, mas advém violenta crise econômica mundial que repercute, em maior ou menor intensidade, em todos os países latino-americanos e em Cuba tem, entre outras conseqüências, a interrupção da importante obra de Fourestier.

    Elemento especifico e centro do presente trabalho “Os Protetores de Árvore”, por seus valores estéticos próprios distinguem-se em um conjunto urbanístico neobarroco onde nada está ao acaso refletindo o espírito de uma época. 

    Estas três singulares peças de ferro fundido, decoradas como motivos que combinam formas naturalistas e geométricas conformam, com expressivo impacto visual, um perímetro regular junto à base das árvores em praças, parques e passeios emprestando um caráter de identidade própria a cada um dos três sítios urbanos distintos e interligados nos quais se encontram implantadas. Chama a atenção a riqueza artística em que foram concebidos levando-se em conta sua função utilitária – drenagem pluvial e contenção da área de terra exposta junto às raízes das árvores e sua escala, considerando seu uso em grandes espaços públicos abertos.
    Tratamos de imprimir as imagens à maneira da disciplina dos gravadores, pois “Os Protetores de Árvore”, foram por nós apropriados como matrizes gráficas em si. Eles foram concebidos e executados por artistas e artesões que os criaram em função de realidades e necessidades de determinada situação histórica, hoje distinta e são agora patrimônios públicos herdados. Pensamos que a estampagem destas formas as resgata para uma situação de reflexão e dialeticamente propicia a critica de valores, concepções e situações inserindo-as inesperadamente em uma discussão sobre o entendimento da vida urbana moderna.
    Estas obras de arte niveladas à calçada normalmente passam imperceptíveis. A maioria das pessoas não as notam, porém curiosamente, permanecem no inconsciente de várias gerações de havaneiros. Nosso interesse é capturar o processo possível da transmutação da realidade em arte.

Os trabalhos expostos foram selecionados para a exposição “La Huella Múltipla 2006”.
A “Huella Múltipla” é um evento visual que se realiza em Havana, Cuba desde 1996. É uma exposição com curadoria, financiamento e organização dos próprios artistas com patrocínio de diversas instituições cubanas e estrangeiras, entre elas a Fundação Ludwig de Cuba.
www.artcuba.com/sitios/huella

 

Copyright Gravura Brasileira

Rua Ásia, 219, Cerqueira César, São Paulo, SP - CEP 05413-030 - Tel. 11 3624.0301
Horário de funcionamento: Segunda a Sexta: 12h00 às 18h00 ou com hora marcada

site produzido por WEBCORE